PUBLICIDADE

As lingeries saíram do universo underwear e caíram no gosto das composições de rua, que usam das peças para construir looks sofisticados e descontraídos ao deixar à mostra detalhes como rendas, alças e pedrarias. Mas, engana-se quem pensa que apenas manequins magros podem aderir a essa tendência.

Mulheres tamanho plus size também podem — e devem — se jogar nessa trend. De acordo com a estilista da Vipagi Lingerie, Alessandra Chaves, a ideia de que a mulher acima do peso precisa se esconder ficou no passado. “Usar uma lingerie para compor um look dia a dia é sinônimo de autoestima e empoderamento para essa mulher que por muito tempo escutou que determinados tipos de roupa não eram para ela”, analisa.

Por isso, na hora de fazer composições com peças de lingerie, a estilista recomenda apenas optar pelo equilíbrio da produção, que deve se preocupar em ressaltar pontos fortes.

“O sutiã para ser usado à mostra deve ser mais elaborado e de uma cor que valorize o tom de pele dessa mulher. Desse modo, é construída uma sensualidade que transparece sofisticação”.

Apesar da crença de que existe um caimento perfeito de lingerie para cada tipo de corpo, Alessandra destaca que é importante respeitar o gosto pessoal.

“Não precisa colocar todo mundo em um molde. Na hora de escolher, priorize o que te faz bem. A única recomendação é optar por peças do tamanho certo para não marcar o corpo e estar atenta ao material de acabamento”.

Terceira peça para as discretas
 Mulheres que ainda não estejam à vontade para ousar apenas com a lingerie podem usar de coletes e casacos para equilibrar a produção. “Fazer o contraponto entre sutiã, bory e uma parte de baixo de cintura alta também ajuda a criar um visual mais harmônico”, garante Alessandra.

Abuse nas coresCom o crescimento do mercado plus size é possível encontrar uma variedade muito maior de tons e estampas. Segundo a estilista, o interessante é escolher o tom da lingerie baseado na peça de sobreposição.

“Outro truque é usar uma cor mais sóbria na parte de cima e deixar o colorido para as peças de baixo”, recomenda.