Próxima viagem: Sky Airline – Como é voar com a low cost para o Chile

A320 sky airline
Avião A320 da Sky Airline. Foto: GC/Blog Vambora!

A SKY Airline é a segunda maior companhia aérea do Chile e foi a primeira low cost autorizada a operar voos internacionais no Brasil, começando a funcionar por aqui no final de 2018.

Inicialmente operando voos entre Rio de Janeiro (Galeão) e Santiago, depois passou a atuar também em São Paulo (Aeroporto de Guarulhos). As novidades agora são o início da rota Florianópolis – Santiago em novembro/2019 e em dezembro Salvador – Santiago, a partir do próximo dia 30/12/2019.

+ Preço de passagem para Santiago

Escolhida pela segunda vez consecutiva como a melhor low cost da América do Sul pela Skytrax (o maior prêmio da aviação mundial), o Brasil é parte da expansão internacional da SKY, que começou pelo Peru, incluiu a Argentina, e agora chegou ao nosso pais.

Voo Sky Airline CHILE
Voo da Sky Airline de São Paulo para o CHILE. Foto: GC/Blog Vambora!

Conseguindo reduzir os preços das passagens entre o Chile e o Brasil em media em 17% (de acordo com uma análise do site Kayak, publicada em outubro/2019), a SKY Airline realmente está mudando a forma como o brasileiro viaja para o Chile, tornando o país muito mais acessível e possível de visitar.

Nesse cenário, aproveitamos uma viagem ao Chile e fomos conhecer e testar de perto a SKY Airline, voando de São Paulo para Santiago, com a nova frota de aeronaves A320neo, a mais nova e mais moderna da América do Sul. O relato completo de como foi essa viagem, você confere abaixo. Vambora!

Sky Airline: como é voar com a low cost para o Chile

1-) Sobre a SKY Airline

Holger Paulmann, CEO da SKY Airline. Foto: SKY Airline/Divulgação
Holger Paulmann, CEO da SKY Airline. Foto: SKY Airline/Divulgação

Como falamos acima, a SKY Airline é a segunda maior companhia aérea do Chile (depois da LATAM) e foi a primeira low cost autorizada a operar voos internacionais no Brasil.

A empresa foi fundada em 2002 e em 2015 mudou sua estratégia no mercado da aviação, quando passou a atuar como a primeira companhia aérea low cost do Cone Sul, reduzindo as suas tarifas em torno de 35%!

+ Chip de viagem para usar no Chile

Essa mudança permitiu além aumentar os voos internos no Chile, uma expansão internacional para países como Peru e Argentina, e em 2018 eles entraram no mercado brasileiro. O primeiro voo da SKY no Brasil foi no Rio de Janeiro e depois em São Paulo. Agora, inauguraram um voo Santiago – Florianópolis e no fim do ano vão fazer o trecho Salvador – Santiago também.

2-) Como funciona uma companhia aérea low cost

Foto: SKY Airline/Divulgação
Foto: SKY Airline/Divulgação

O conceito de companhia aérea low cost já é conhecido pelo mundo, especialmente nos Estados Unidos, Europa e Ásia, através de empresas como a Ryanair e Jet Blue.

No caso, essas empresas oferecem tarifas baixas, eliminando custos relativos a serviços tradicionais oferecidos aos passageiros, como: alimentação, divisão da aeronave por classes (executiva, econômica), assento marcado, bagagem despachada, etc.

Assim, o preço médio da passagem consegue ficar bem baixo, cabendo ao cliente escolher se deseja pagar mais, para ter alguns serviços extras (como os acima citados), sem que isso seja obrigatório.

+ Seguro viagem com desconto para Chile

O objetivo então é oferecer um serviço barato, focando na tecnologia e segurança das aeronaves, bem como atendimento ao cliente, deixando amenidades e confortos, como itens extra, para conseguir baixar o preço da passagem. No caso da SKY Airline, por exemplo, todo serviço de bordo deve ser pago a parte.

3-) Como é voar com a SKY Airline para o Chile

Voo da Sky Airline para o Chile
Voo da Sky Airline para o Chile. Foto: GC/Blog Vambora!

Nossa experiência voando com a SKY Airline foi num voo São PauloSantiago, ida e volta, em setembro de 2019, num voo direto que dura por volta de 4h apenas.

As tarifas deles se dividem basicamente em 3 modalidades:

  • Tarifa Zero: a mais barata e simples, que inclui a passagem e uma bolsa de mão.
  • Tarifa Plus: tarifa intermediária que já inclui bolsa, bagagem de mão e despacho de 1 bagagem.
  • Tarifa Full: a mais completa que inclui tudo acima, mais assento preferencial, etc.

Importante dizer que ainda que você compre a tarifa mais básica (a zero) você pode sempre incluir posteriormente outros serviços na sua passagem, como despacho de bagagem ou querer marcar um assento. Nós fizemos essa viagem usando a Tarifa Plus.

– Check in e atendimento no aeroporto

Check in da SKY Airline no Aeroporto de Santiago
Check in da SKY Airline no Aeroporto de Santiago. Foto: GC/Blog Vambora!

Como nessa nossa tarifa não era possível escolher o assento (sem pagar antecipadamente por isso), resolvemos fazer o check in no próprio aeroporto de São Paulo e ver se conseguíamos pegar um assento na janela.

DICA: Quando for para o CHILE, na ida, procure pegar um assento do lado direito do avião, e na volta do lado esquerdo, para ter as visões mais bonitas da Cordilheira dos Andes!

No fim, deu tudo certo, estávamos em duas pessoas e conseguimos ficar juntos, pegando um assento na janela, ainda que na ida pegamos o lado esquerdo da aeronave, mas que ainda sim proporciona lindas vistas.

Cordilheira dos Andes
Cordilheira dos Andes no avião. Foto: GC/Blog Vambora!

Todos os atendentes, tanto aqui no Brasil, como no Chile, foram muito educados e solícitos. Algo que realmente impressionou: a rapidez do atendimento, tanto na ida como na volta, com nenhuma fila para fazermos o check in. Se esperamos 5 minutos para sermos atendidos foi muito! Despachamos facilmente nossas malas e fomos tranquilamente para o portão de embarque.

DICA: Para viajar ao Chile é preciso estar com passaporte (com validade que inclua a duração da estadia) ou RG. Não é preciso de visto para entrar no país, para viagens com menos de 90 dias.

IMPORTANTE: Não é permitido entrar no Chile apresentando Carteira de Motorista ou outro documento, apenas passaporte ou RG. O RG precisa estar em bom estado de conservação e com foto que permita sua identificação atualmente. Vimos muitos sites dizendo que o RG precisa ter no máximo 10 anos de emissão para a data da viagem mas isso não é verdade. Não há nenhuma determinação do governo em relação a isso. O que é preciso é ter bom senso e viajar com um RG com bom estado de conservação e foto condizente com sua idade e semelhança. Exemplo: foto de quando era criança, viajando já como adulto, ou uma foto muito jovem, sendo que já é idoso, não facilita o reconhecimento pela companhia e imigração e assim não permitem o seu embarque com esse documento.

– Embarque e voo

Aviao Sky Airline
Embarque no avião da SKY Airline para o Chile. Foto: GC/Blog Vambora!

Na ida nosso embarque com a SKY Airline foi muito tranquilo, sem nenhum atraso. Acabamos ficando nas fileiras da frente (de 1 a 5) que tem um pouco mais de espaço para as pernas do que no restante da aeronave.

Na volta, pegamos um assento comum, mais para o meio da aeronave, do modelo A320neo, a mais nova e mais moderna da América do Sul. Apenas houve um atraso na hora de embarcar, devido um problema com a tripulação. O atraso de cerca de 40 minutos no embarque foi praticamente todo retirado durante o voo de volta, chegando de volta em São Paulo, apenas com 15 minutos de atraso do horário inicial.

Aviao A320 neo Sky Airline
Assentos com bom espaço no A320neo da SKY Airline. Foto: GC/Blog Vambora!

O avião em si, o A320neo, é bem confortável. Ainda que não haja entretenimento a bordo (apenas uma revista de bordo da empresa), tanto os assentos, como bandeja e espaço na frente são excelentes. Como é um voo curto (de menos de 4h) a dica é: ou dormir (leve aquelas almofadas de pescoço para mais conforto) ou baixar músicas e sua série favorita no celular, tablet ou computador para assistir durante o voo. Há internet a bordo, mas como toda boa low cost, ela é paga.

+ Passagem aérea barata para Santiago

Há um serviço de bordo, incluindo lanches, pratos, bebidas (inclusive alcoólicas), que podem ser escolhidas num cardápio e pagos na hora (com dinheiro – pesos ou dólar – ou cartão). Achei ótimos que pratos e sanduíches quentes, a tripulação esquentava na hora, a medida que os passageiros pediam.

A320 neo Sky Airline
Avião A320neo da Sky Airline. Foto: GC/Blog Vambora!

De graça mesmo, apenas água, que você pede e eles trazem um copo para você. Então caso você não queira pagar pelo serviço de bordo, vale levar algo para comer e beber no avião ou fazer uma refeição antes de embarcar.

Tanto na ida, como na volta, o voo foi muito tranquilo e passou rápido. Realmente não sentimos falta de um serviço de entretenimento, nem de serviço de bordo, o que realmente deixou claro que ter uma passagem realmente mais barata sem essas amenidades, valeu a pena, pois realmente não é essencial nesse tipo de voo curto.

– Bagagem

Sky Airline bagagem
Espaço para bagagem de mão. Foto: SKY Airline/Divulgação

Dentro do avião há um bom espaço para bagagem de mão. Bolsas e mochilas pequenas podem ser colocadas embaixo do assento na sua frente.

Nossa passagem incluía poder despachar 1 mala de até 23 kg e o despache, tanto a retirada das mesmas (no aeroporto de Santiago e de São Paulo) foi rápida. Para quem for viajar especialmente no inverno (com um volume e peso maior de roupas) e/ou for fazer uma viagem mais longa (de 1 semana ou mais, como foi nosso caso), vale investir na passagem da categoria PLUS, que permite despachar uma mala já no preço da passagem.

Caso você decida despachar na hora a mala ou ela ultrapasse o peso para ir a bordo, você vai pagar bem mais do que se tivesse já comprado a passagem já na categoria PLUS.

DICA: País famoso pelos vinhos, no Chile é permitido trazer para o Brasil até 12 litros de bebidas alcoólicas, sem taxas ou imposto. Como cada garrafa de vinho tem em média 750ml, o limite de isenção é de 16 garrafas por passageiro.

Importante que nessa regra se aplica também em ficar dentro do limite de valor da Receita Federal no Brasil, trazendo no máximo US$ 500, em produtos trazidos do exterior numa viagem de avião.

Voo Sky Airline
Voo da Sky Airline entre São Paulo e Santiago, no Chile. Foto: GC/Blog Vambora!

Para quem gosta, como os vinhos no Chile são realmente bem mais baratos do que Brasil, vale mesmo a pena trazer algumas garrafas, especialmente de títulos que você não encontra por aqui. Eu pessoalmente trouxe 2 garrafas e despachei junto com minha mala e o peso ficou tranquilamente dentro do limite da minha tarifa da SKY, de 23 kg (poderia inclusive ter trazido mais! Rs). Para quem prefere não despachar as garrafas, o limite é de até 5 garrafas na bagagem de mão, sem ultrapassar o limite de 20 kg da companhia aérea, para bagagem dentro da aeronave.

+ Ensaio fotográfico em Santiago e outras cidades

Aliás, para quem não for despachar mala, como toda low cost eles são bem exigentes em relação ao peso e tamanho da sua bagagem. Se a sua não estiver de acordo com essas medidas, deverá despachar e pagar. Veja:

  • Bolsa de mão: bolsa ou mochila com as medidas máximas de 25 x 35 x 45 cm, incluindo as rodas, bolsos e alças.
  • Bagagem de mão: mala de bordo com as medidas máximas de 25 x 35 x 55 cm, incluindo as rodas, bolsos e alças; e até 20 kg.

4-) Conclusões sobre voar com a SKY Airline

Voo Sky Airline
Voando com a SKY Airline. foto: GC/Blog Vambora!

Pelo que vimos, realmente o conceito de companhia aérea low cost valeu muito a pena pela SKY Airline, para viajar ao Chile. Ainda que serviços que estamos acostumados no Brasil (como serviço de bordo), não estejam inclusos, o valor, bem abaixo da passagem aérea, se comparado com outras companhias aéreas, realmente compensa.

O avião da SKY Airline que faz essas viagens ao Brasil, o A320neo, é bem novo e ainda que ofereça o básico, é confortável.

A viagem de menos de 4h entre São Paulo e Santiago foi tranquila, tanto na ida como na volta, com um ótimo atendimento dos funcionários da SKY, do momento do check in, até o embarque e dentro das aeronaves.

Para quem for viajar ao Chile e ainda estava em dúvida se valia a pena ou não viajar com a SKY Airline, pode acreditar: se você realmente quer economizar, vale muito a pena!

Vambora?

+ info: https://www.skyairline.com/brasil

*** O Vambora! teve apoio da SKY Airline nessa viagem ao Chile. Nossa opinião é de toda forma totalmente independente e foi baseada na experiência voando com a companhia.

*** VEJA MAIS DICAS DO CHILE:
Chip de celular no Chile, tire suas dúvidas!
Viagem para o Atacama: dicas para viajar bem preparado
10 Comidas típicas do Chile para experimentar quando você for

Planeje aqui a sua viagem!

Blog Vambora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir para o topo